Inicio » , , , , , » México: Não se irrite quando ouvir "Vai a Mérida!"

México: Não se irrite quando ouvir "Vai a Mérida!"

A Cidade Branca é a maior cidade da península do Yucatán


Nem só de praias caribenhas e ruínas arqueológicas vive essa região do México. Foi preciso um deslocamento de 300 km dirigindo pela autoestrada Cancún-Mérida para chegar nesta que seria minha base para começar a exploração nas ruínas maias do interior. A cidade de Mérida é o centro cultural e financeiro da Península de Yucatán, além disso, esta cidade é a capital e maior cidade do estado mexicano de Yucatán, bem como a maior cidade da península de Yucatán.

Mérida é maior cidade do Estado e da Península de Yucatán


A CIDADE BRANCA DO YUCATÁN

Também conhecida pelo apelido de "Cidade Branca", a origem do apelido ainda é discutido e tem aqueles que acreditam que seja por causa da limpeza que se via na cidade, algo não comum nas demais cidades mexicanas da época.

Uma cadeira dupla para os antigos namorados de Mérida


Outra teoria explica que o nome derivava da pintura de cal nas paredes e fachadas da época colonial, até o século XX, sendo o cal obtido pela queima do carbonato de cálcio do calcário que é abundante na região.

Uma das teorias afirma que o uso do cal era frequente na pintura das casas


Uma teoria que possui melhor embasamento é a do historiador Michel Antochiw Kolpa que sugere que o nome Cidade Branca se deve aos planos de Francisco de Montejo e sua família, conquistadores do Yucatán e fundadores de Mérida (1542) que, temendo rebeliões dos nativos maias locais, idealizaram uma cidade só para os brancos europeus.

Cidade de forte influência da colonização espanhola


CENTRO HISTÓRICO

Mérida tem um dos maiores centros históricos das Américas, superada apenas pela Cidade do México e Havana (Cuba). É possível andar quilômetros pela cidade vendo as casas coloniais, porém a maioria se encontra em condições precárias.

Construções bem antigas estão espalhadas pela cidade


O coração da cidade é a Plaza de la Independencia que fica entre a Calle 60 e a Calle 63. Ao redor é possível ver: a Catedral de Yucatán, Museu Casa Montejo, Palacio del Gobierno, Palacio Municipal (possui escritório de Informações Turísticas) e Pasaje de la Revolución (ao lado esquerdo da catedral).

 A tranquila Plaza de la Independencia é o centro da cidade


A Catedral do Yucatán, construída entre 1562 e 1599, é a mais antiga da península


 No altar maior há uma imagem conhecida como "Cristo de la Unidad", uma das maiores estátuas de Cristo feitas de madeira


Uma imagem bastante venerada da catedral


Um antigo sino da Catedral de Yucatán


Uma curiosidade é que existe quatro cidades no mundo que compartilham o nome "Mérida", na Espanha, Venezuela, e Filipinas. A cidade mexicana é a maior delas. Apesar de grande, o seu centro não possui espaço para estacionar na rua, sendo necessário deixar o em estacionamentos particulares (de 16 a 15 pesos cobrados pela hora).

O Palacio Municipal é uma das construções mais bonitas da cidade 


 Palacio de Gobierno ao norte da praça


Um jornal noticia o surto de dengue, chikungunya e zika no México (qualquer semelhança...)


PONTO DE PARTIDA PARA OS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS

Os sítios arqueológicos mais próximos de Mérida são: Dzibilchaltún, Dzoyilá, Chen Hó, Flor de Mayo, Xcatzmil, Caucel e Xoclán. Mas o principal e imperdível destino para que está na cidade é seguir cerca de 80 km ao sul e chegar na impressionante cidade maia de Uxmal. Mais detalhes sobre esta aventura no post Uxmal e os segredos do passado Maia.

Mérida pode servir como base para explorar alguns sítios maias, como Uxmal


OUTRAS ATRAÇÕES CULTURAIS

Para quem vai passar mais tempo em Mérida, a cidade oferece muitas opções de passeios culturais. Veja abaixo os principais museus:

Gran Museo del Mundo Maya - com objetos e achados que contam a história do Yucatán. Funciona de 8h - 17h (fechado terça).
Museo de la Ciudad de Mérida - Localizado no antigo edifício do Correios traz informações sobre a cidade desde os tempos pré-hispânicos aos dias atuais. Funciona de 9h-18h (terça à sexta) e 9h-14h (sábados e domingos). Entrada gratuita.
Museo Casa Montejo - Em frente à Plaza de la Independencia. Funciona de 10h-19h (ter à sab) e de 10h-14h (domingos). Entrada Gratuita.
Museo de Antropología e Historia (Palacio Cantón)  - Museu de história e arqueologia.
Museo de Arte Popular (Casa Molina) - Com artesanato de grupos mexicanos. Funciona de 9h-18h30 (ter à sab) e 9h-14h (domingos).
Museo de Arte Contemporáneo Ateneo de Yucatán (Macay) - próximo a Plaza de la Independencia, ao lado da Catedral. Oferece exposições pictóricas permanentes e eventuais.
Museo de Historia Natural - Funciona de 9h-15h (terça à domingo).
Museo de la Canción Yucateca Asociación Civil em Mejorada - homenageia os autores de trova Yucateca.
Museo de la Conmemorativo Inmigración Coreana em Yucatán.
Museu Paranormal - Um curioso museu de objetos com histórias sinistras. Funciona de 9h30-17h30 (segunda a sexta), 9h30-13h30 (sábado) e 11h-18h (domingo).

Fachada do Museo Casa Montejo


MEU ROTEIRO

Anterior: COMO PLANEJAR A VIAGEM?

Roteiro completo: MISSÃO MÉXICO

Próximo: UXMAL


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações