Inicio » , , , , » Paraguai: As ruínas da missão jesuítica de Trinidad

Paraguai: As ruínas da missão jesuítica de Trinidad

As ruínas de Trinidad são conhecidas como a maior e mais bem conservada do país



A missão jesuítica de Santíssima Trinidad del Paraná foi fundada em junho de 1706 e em 1728 já continha uma população de 3.000 índios guaranis. Ficou abandonada após 2 séculos e hoje é Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Na minha opinião, esta é a maior atração arqueológica do Paraguai e com certeza entraria no meu roteiro.


COMO CHEGAR?

A partir da capital Assunção, é necessário se deslocar primeiro até a cidade de Encarnación, percorrendo uma distância de cerca de 373 km de distância (a viagem dura em torno de 6h). Existem várias empresas e horários que fazem a viagem de ônibus, a partir do Terminal de assunção, em sua maioria saindo às 13h e às 00h. A melhor empresa de ônibus é a NSA, mas viajei numa que é bem barata, a Flecha de Oro. Os horários de saída eram: 00h30, 03h00, 05h30, 08h30, 11h45, 15h00, 18h30 e 21h30 (o que embarquei).

 Chegada por volta das 5h da manhã em Encarnacíon


A partir do Terminal de Encarnacíon, é necessário pegar um ônibus com destino a Ciudad del Este e descer no caminho, em Trinidad (28 km). Dura mais ou menos 30 min de viagem. Desci na Ruta 6, em frente a entrada do pequeno povoado.

A placa na estrada dá as boas vindas em 3 idiomas, incluindo o guarani 


O pequeno povoado de Trinidad guarda um dos tesouros arqueológicos do Paraguai 


Desde a estrada são 500 m de caminhada até as ruínas 


Espalhado pelo caminho estão as estações da Paixão de Cristo


CENTRO DE VISITANTES DE TRINIDAD

Na entrada existe um bem estruturado Centro de Visitantes. O primeiro passo é comprar o ingresso que vale para 3 ruínas (Trinidad, Jesús de Tavarangue e Cosme y Damian) a ser usado em 3 dias (G$ 25.000). Não existe lockers para guardar volumes, mas pude deixar minha mochila na recepção sem problemas.

Bilheteria num pequeno mas estruturado Centro de Visitantes


O próximo passo é assistir um curto vídeo informativo sobre a missão jesuítica (espanhol ou inglês). Achei bem útil e interessante. Antes de iniciar a exploração pelo sítio arqueológico, é possível observar peças num pequeno museu que contém detalhes da arquitetura, utensílios, cópia de documentos da coroa espanhola e um croqui das construções.

 Projeção de vídeo explicativo sobre a missão jesuítica de Trinidad


 Croqui detalhado da Igreja da Santíssima Trinidad


AS RUÍNAS DOS JESUÍTAS

No centro das construções existe um espaço chamado de Plaza Mayor, aquelas grandes praças típicas da arquitetura espanhola. Comecei a exploração pelas ruínas da direita. São grupos de casas de índios, cada grupo tem arcos de frente virada para a praça.  A arquitetura é tão bonita que dizem que era invejada pelos espanhóis que as visitaram.

Cada casa indígena tinha o espaço interno 20 metros quadrados


O formato dos arcos lembra as pontes e aquedutos romanos


Outro destaque das ruínas é a torre localizada a certa distância da igreja. Apesar da placa no sítio identificar como um campanário (torre de igreja), existe uma teoria de que teria sido uma torre de vigia temporária.

A torre tem uma base quadrada e sólida


 Uma coruja observa as ruínas do que já fui um lugar esplendoroso 


IGREJA PRIMITIVA

Ao lado da torre estão as ruínas de uma antiga igreja. Na lateral, algumas colunas se destacam pela arte dos desenhos estilo roseta que diferem umas das outras. Esse local lembra bastante os templos com colunas existentes nas antigas civilizações egípcias e maias.

 Interior da Igreja Primitiva


 Lá de dentro a torre realmente parece ter sido um campanário


 Colunas na lateral deste templo com detalhes artísticos


As teias de aranha cobrem a arte dos antigos jesuítas 


TEMPLO MAIOR

Logo na estrada do templo está a única estátua que não está decapitada. Isso aconteceu depois do abandono da missão jesuítica por causa de uma crença de que havia ouro escondido na cabeça dessas esculturas.

A Estátua ainda conservada e com a "cabeça no lugar" 


 Observe os detalhes da arte que sobreviveu a séculos de abandono


 O maior templo construído entre todos aqueles que compõem as missões


O púlpito da igreja é cheio de simbolismo. Possui os evangelhos do novo testamento representados através de esculturas: o leão é São Marcos, o touro pertence a São Lucas, o anjo é São Mateus e a água é São João.

Representação do Novo Testamento através de simbologia 


Nas paredes, os detalhes arquitetônicos chamam a atenção através de seus frisos. Destaque para os anjos músicos que até a descoberta de partituras musicais em Moxos (Bolívia) constituíam o único antecedente de música nas missões jesuíticas .


As paredes do Templo Maior são repletas de frisos com figuras 


Estes anjos sustem os vitrais da igreja depois de séculos de efeito da gravidade 


 Anjos executando instrumentos como o cravo, órgão de tubulação, trompetes, clarinetes, flauta e harpa paraguaia


 É um piano ou um caixão sendo empurrado numa maca?


 Observe a disposição dos tijolos nesta porta. Estão firmes até hoje


Quase no centro da Igreja se encontra uma cripta de pedra reconstruída em parte pelos especialistas  contemporâneos. Ali foram enterrados alguns dos principais líderes religiosos espanhóis daquela missão.

 Uma entrada escura e úmida leva a uma espécie de catacumba


 Local onde ficavam os caixões dos líderes religiosos de Trinidad


SACRISTIA E MUSEU LÍTICO

Uma das mais belas obras é a porta que dá acesso à sacristia, que, por sua proporção e sobretaxa sobre o conjunto, são consideradas de influência portuguesa e espanhola.

 São duas portas com detalhes que formam uma verdadeira obra de arte


A antiga sacristia hoje funciona como um museu de esculturas de pedra (lítico) assim como uma das galerias do pátio lateral da igreja.  Existem peças esculpidas em arenito, partes de anjos e santos, peças de friso com formato de flores e frutos da vegetação da região.

Cabeças de anjos vistos através da fresta da porta da sacristia  


No pátio lateral havia ortas e uma escola. Agora está também está uma galeria de museu lítico


Diversas esculturas de pedras estão expostas nessas prateleiras


 Figuras que misturam anjos com criaturas sinistras (a de preto sou eu!)


PARTIDA PARA O PRÓXIMO DESTINO

Ao terminar a exploração ao sítio arqueológico segui de volta para a estrada. Meu próximo destino seria outras ruínas ali perto, a missão jesuítica de Jesús de Tavarangue. Mas antes parei num mercadinho na beira da estrada para tomar um leite que, curiosamente, estava embalado numa caixa de 500 ml, coisa rara no Brasil.

Uma caixa de 500 ml de leite de chocolate


CUSTOS (abril 2016)

- Passagem para Encarnación - G$ 55.000
- Água 1,5 L - G$ 6.000
- Saco de Chipa - G$ 5.000
- Ônibus para Trinidad - G$ 10.000
- Entrada nas missões jesuíticas - G$ 25.000
- Água + Leite de chocolate - G$ 7.700


MEU ROTEIRO

Anterior: ASSUNÇÃO (dia 1)

Roteiro completo: MISSÃO PARAGUAI

Próximo: JESÚS DE TAVARANGUE


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações