Grécia: Uma aventura no vulcão de Santorini

Caminhando pelo vulcão que causou uma catástrofe na antiguidade


Santorini é uma ilha formada de um grande vulcão que teria sido responsável por uma catástrofe a nível mundial a cerca de 3 mil anos. Uma grande erupção teria coberto a cidade de Akrotiri por cinzas e ainda causado um tsunami em toda a área costeira do leste do Mediterrâneo, incluindo a ilha de Creta a qual reinava a civilização minoica. Foi registrado em documentos antigos que a erupção afetou até o Egito e terras distantes como a China. Atualmente, o vulcão pode ser visitado de perto.


COMO CHEGAR?

Para chegar no vulcão, deve-se pegar um barco que sai do Old Port (Porto Antigo). Para chegar lá, basta seguir as placas em Fira até chegar na escadaria de 587 degraus que vai até o porto. Para facilitar a descida (essencial para a subida) existem burros que são alugados por 5 euros para o transporte. Outra opção mais rápida, pelo mesmo preço, são os teleféricos (Cable Car) que saem a cada 20 min. Para economizar, desci a pé mesmo.

Vários burros estão disponíveis para carregar escada abaixo quem paga os 5 euros


Os teleféricos também cobram 5 euros por viagem


Horários de funcionamento do Cable Car


Não é mole não: 587 degraus separam Fira do Porto Antigo


Os burros se tornaram mascotes de Santorini


O valor do tour vulcão + Hot Springs é de 18 euros. São feitas duas partidas diárias no Old Port de Fira (11:00-14:00 / 14:00-17:00). Os passeios podem ser comprados nas agências em frente ao local de embarque. No meu caso, reservei no próprio hotel que fiquei hospedado, o Antonia Apartments. Também pode ser reservado neste site.

Os barcos que fazem o tour são de madeira


Agências que vendem o passeio para o vulcão


PASSEIO PELAS ÁGUAS

O começo da aventura é um passeio breve pelas águas até o vulcão. É possível ver as casinhas brancas tradicionais no alto da encosta montanhosa, inclusive de Oia, o vilarejo das fotos de cartão postal. Uma dica é levar o protetor solar e roupa de frio, quando o barco se desloca dá para tremer com o vento gelado de abril.

Embarque para início do tour


Lembre-se de levar o protetor solar


A cidade de Fira no alto da encosta da ilha


Ao fundo, a ilha de Santorini com as casas brancas de Fira e Oia


CAMINHANDO SOBRE O VULCÃO

Quando os barcos chegam no vulcão o cenário muda. A paisagem árida e pedregosa toma conta do ambiente, criando um contraste com a vista paradisíaca em volta do vulcão. Ao desembarcar, os guias dos barcos fazem a contagem dos passageiros para checar de novo na volta. É cobrada a entrada de 2 euros e pode levar um folder explicativo do vulcão.

A partir do local de desembarque, a trilha sobe até a "caldeira"


A trilha é leve e possui pouco mais de 1 Km


É interessante ver os vestígios da lava solidificada no terreno


O tempo disponível para conhecer o vulcão Nea Kameni é em torno de 1 hora e 30 min. A trilha até a cratera é cheia de pedrinhas, mas nada que impeça de fazê-la de chinelos, trilha leve. Cada barco possui seu guia incluso no tour, mas você pode seguir ou não com ele, que faz paradas esporádicas para dar suas explicações. Ao chegar na cratera, a área está cercada com uma corda que delimita o local seguro. Apesar de adormecido, os gases quentes ainda saem do interior do vulcão.

Trilha de pedras vulcânicas bem demarcada até a cratera


A cratera parece ainda ativa, com fumaça quente sendo liberada


Vegetação com coloração interessante influenciada pelo vulcão


Abaixo, a cratera; ao fundo, Santorini


Depois da cratera, a trilha leva para um mirante na "caldeira" para a área de Palea Kameni, um paredão rochoso onde ficam as Hot Springs (piscinas termais). Ao fundo também se pode ver uma ilhota vulcânica chamada Aspronisi. Considero esta a vista mais bonita a partir do vulcão.

Rochedo de Palea Kameni ao fundo


As piscinas de águas termais e, ao fundo, a ilha de Aspronisi


A coloração negra e avermelhada das rochas vulcânicas é única


Todos devem voltar para o barco depois de 1 h 30 min de visitação


HOT SPRINGS

Depois da trilha pelo vulcão, a próxima parada são as piscinas térmicas chamadas Hot Springs. O barco dá meia volta no vulcão e, ao chegar no local, faz uma parada de 50 minutos para o mergulho nas fontes sulfurosas. Fala-se que as Hot Springs têm efeitos benéficos contra reumatismos, artrite e outras doenças.

Embarque para a próxima atração: as Hot Springs


No meu barco poucos se arriscaram ao mergulho (uns 5 no máximo). É claro que eu não pensei duas vezes e mergulhei para aproveitar essa oportunidade única. O problema é que o barco pára distante das águas termas e é preciso nadar uns 100 metros pela água fria até chegar lá (que também não é tão quente quanto se pensa, apenas mais agradável). No final valeu a pena!

As piscinas naturais de águas termais


RETORNO PARA O ALTO DA ILHA

Depois da trilha até a cratera do vulcão e do mergulho nas Hot Springs, o barco retornou ao Old Port para, enfim, concluir o passeio de 3 horas de duração. Alguns pacotes turísticos ainda incluem a visita à Therasia, outra ilha do conjunto, com 6 horas de duração (23 euros, em média). Para subir de volta a Fira, testei agora o Cable Car, o teleférico.


Saída dos teleféricos da estação baixa


A subida pelo Cable Car é um show à parte


O topo fica a cerca de 260 metros acima do nível do mar


A subida no teleférico é uma das diversões de Santorini, principalmente pela vista sensacional, pagando 5 euros pela "viagem".  Na estação do topo também é possível contemplar a bela vista da cidade de Fira, encerrando assim este tour que é uma das melhores atrações de Santorini.

Chegada do teleférico na estação superior


A estação do Cable Car é um excelente mirante de Fira


Turistas retornando de burro na subida das escadas


Vista da Catedral Ortodoxa de Fira


MAPA

Mapa de Santorini e seu vulcão


MEU ROTEIRO

Anterior: RED BEACH

Roteiro completo: MISSÃO GRÉCIA

Próximo: OIA


2 comentários :

  1. Olá, boa noite. Gostaria de saber a data de sua viagem e se é possível reservaro passeio para o vulcão na hora ou se precisa reservar antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! A viagem foi em abril de 2015. Reservei no dia anterior ao passeio, no próprio hotel que fiquei (falei da hospedagem no post sobre Santorini). Qualquer dúvida pode entrar em contato pela fanpage do Facebook ou pelo email amochilaeomundo@gmail.com

      Excluir

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações