Grécia: Akrotiri, as ruínas da "Pompéia grega"

A cidade soterrada pela erupção do vulcão de Santorini 

A ilha de Santorini guarda lembranças da grande erupção vulcânica ocorrida (supostamente) em 1.627 a.C. e que teria exterminado a até então desenvolvida civilização minoica. A cidade de Akrotiri foi soterrada com as cinzas do vulcão e ficou preservada por todo esse tempo, assim como a famosa Pompéia, na Itália. 


COMO CHEGAR?

A sítio arqueológico de Akrotiri fica a quase 12 km da cidade de Fira, na ilha de Santorini. Para chegar até lá não é preciso alugar carro ou quadriciclo, existem ônibus regulares saindo do terminal de Fira. O ônibus demora cerca de 25 minutos e deixa num ponto de ônibus exatamente na frente da bilheteria. O valor da passagem é apenas 1,80 euros (abril 2015). O funcionamento do sítio é de 8h00 às 19h00.

Tabela de horários de ida e volta para Akrotiri (horários de verão)


O ônibus que vem de Fira deixa bem na entrada do sítio arqueológico


O SÍTIO DE AKROTIRI

O sítio arqueológico de Akrotiri é diferente de todos os que eu já tinha visto. Transformaram as ruínas em um confortável centro de visitantes em área fechada, protegida do sol e com rampas de madeira que passam sobre a área arqueológica.

Área externa da construção feita em torno das ruínas


Apesar de criar um ambiente mais agradável para passear entre ruínas, eu achei que o tornou muito artificial, coisa para "inglês ver", bem diferente de qualquer sítio arqueológico que eu havia pisado. Parece que montaram um cenário fictício de "Beto Carreiro World" simulando um sítio arqueológico.

Existe toda uma estrutura de plataformas de acesso pelo sítio


O telhado moderno que protege o local desabou antes de ser inaugurado em 2005. Esse acidente chegou a matar um visitante. Desde então ficou fechado, sendo reaberto somente em 2012. Segundo a administração, a queda do telhado não destruiu nenhuma estrutura antiga.

Estrutura de madeira de camas que foram preservadas


EFEITOS DA DESTRUIÇÃO

Acredita-se que a erupção do vulcão de Santorini, além de causar o soterramento de Akrotiri, também enfraqueceu a civilização minoica de Creta, além de causar efeitos no Egito e mudanças climáticas em regiões até a China, além dos tsunamis que destruíram grande parte das cidades de Creta.

A escada rachada acima mostra que os tremores também foram violentos


Paredes rústicas formadas por vários tipos de pedra


Como essas pedras gigantes vieram parar ali? Teriam sido arremessadas pelo vulcão?


PESQUISAS ARQUEOLÓGICAS

Os edifícios são retangulares e agrupados, com ruas estreitas. A maioria rebocada com argila e cal. O piso era geralmente de terra com pavimentação de lajes de ardósia. Para ter acesso aos andares superiores eram utilizadas escadas de madeira ou pedra.

Casas retangulares com reboco de argila


Ruas estreitas eram característica de Akrotiri


Os níveis inferiores, onde foram encontrados os cômodos enfeitados com mosaicos, estão fechados ao público


As colunas do teto mostram a profundidade do sítio arqueológico


Os grandes achados não se encontram expostos no sítio e sim em alguns museus. O Museu Arqueológico Nacional de Atenas possui uma sala inteira dedicada aos utensílios encontrados em Akrotiri. Outros itens estão expostos no Museu de Thera Pre-Histórica, em Fira, Santorini. Os afrescos são os grandes destaques das descobertas arqueológicas. Devido ao soterramento da cidade, os afrescos ficaram em bom estado de conservação, assim como aconteceu em Pompéia, na Itália. 

Afrescos expostos no Museu Arqueológico Nacional (foto tirada em Atenas)


Os vasos são os únicos utensílios ainda expostos em Akrotiri


Vasos restaurados em meio aos vestígios de cinzas


Os detalhes na arte dos vasos ainda podem ser vistos


CARACTERÍSTICA SEM CONEXÃO

As roupas das pessoas retratadas nas figuras e os cenários naturais dos desenhos são bem parecidos com os afrescos minoicos de Creta, porém, algumas coisas não se encaixam. Um exemplo disso são os penteados, pois a maioria das personagens é representada com o crânio pintado de azul (possivelmente uma representação de que está raspada) outra coisa destoante são os desenhos de mulheres com brincos grandes que é algo diferente das gravuras minoicas.

Afresco "Coletores de Açafrão": observe o penteado exótico 


Algumas características de Akrotiri os diferenciam dos minoicos de Creta. Seria parte da Atlântida?


Devido a estrutura do assentamento, sugere-se que ele era habitado por ricos comerciantes ou chefes locais

No final do meu tempo por lá, chegou um imenso grupo de turistas com guia e o lugar ficou lotado. Ao meu ver, o sítio de Akrotiri foi planejado e transformado para entrar no hall de atrações turísticas da badalada ilha de Santorini.

Grupo guiado de turistas de Santorini chegando em massa!


MAPAS

Mapa da ilha de Santorini (clique para ampliar) 


Mapa da área arqueológica de Akrotiri


MEU ROTEIRO

Anterior: SANTORINI

Roteiro completo: MISSÃO GRÉCIA

Próximo: RED BEACH


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações