Inicio » , , , , , , » Grécia: Como chegar em Atenas gastando pouco?

Grécia: Como chegar em Atenas gastando pouco?

Saindo do Brasil rumo à capital grega



O primeiro passo rumo à Grécia é a determinação e coragem de começar mais uma aventura pelo mundo, mas isso eu sei que você que está lendo este post tem... sim, mas como se começa na prática? O grande obstáculo que encontrei antes de concretizar foi a alta do dólar. 


PARTINDO PARA A EUROPA

As passagens aéreas são quase sempre baseadas no valor em dólar, então é importante pesquisar bastante em vários sites de busca (Decolar, Skyscanner, etc). Uma dica para quem quer economizar é, depois da pesquisa, entrar no site da empresa melhor cotada e fazer a simulação lá para tentar escapar de taxas possivelmente cobradas nesses sites de buscas. E ainda, cogitar a compra da passagem mais barata para qualquer cidade da Europa e, depois, deslocar-se por outros meios (vôos Low Cost, trem ou ferry) dependendo do tempo que se tem para isso e do local de entrada. Ah, e não esqueça que na União Europeia se exige que seus visitantes tenham seguro viagem e isto pode ser cobrado na imigração.



Acima das nuvens rumo ao Velho Mundo



Os valores mais baratos para uma viagem aérea de ida e volta para Atenas (em época de feriado de Páscoa / abril de 2015) se encontravam em U$ 1.000. A minha escolha então foi a Air France que ainda faria uma conexão de mais de 14 horas em Paris no retorno, isso me proporcionaria um bônus para conhecer a capital francesa.


DESLOCAMENTO AÉREO

A Air France é uma excelente empresa aérea com comissárias muito simpáticas e um vídeo de procedimentos de segurança simples mas atraente pelo show que proporciona. As refeições também são pontos positivos, já os assentos... estes achei apertados, mas nada diferente do que se encontra na GOL, por exemplo. Depois de embarcar no Aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro prepare-se para encarar cerca de 11 horas de traslado até a França para chegar num fuso horário de 5 horas.


Café da manhã com estilo



A entrada na Europa aconteceu no gigantesco Aeroporto de Paris-Charles de Gaulle. Sem qualquer problema na imigração. A conexão foi rápida, havendo apenas a dificuldade de mudar de terminal através dos carros sob trilhos, estilo metrô, que existem nos grandes aeroportos do mundo. Na verdade, "dificuldade" seria mudar de terminal em alguns aeroportos brasileiros, mas deixa isso para la...


O moderno aeroporto Charles de Gaulle de Paris



No próximo vôo, também da Air France, mais 3 horas até Atenas (e mais uma hora de fuso horário). Com o céu limpo é possível ter vistas impressionantes. DICA: Se você prefere ter a vista de Veneza na Itália, sente do lado direto do avião, mas se prefere a imensidão branca dos Alpes, fique do lado esquerdo. Antes do pouso, o show de imagens vem das ilhas do Mediterrâneo.


Visão privilegiada dos Alpes



Do alto, algumas ilhas parecem manchas no Mediterrâneo


DICAS SOBRE O AEROPORTO DE ATENAS


Já em solo grego começa a aventura e a adaptação do organismo ao fuso horário de 6 horas a mais que o horário de Brasília. Algumas dicas sobre o Aeroporto Eleftherios Venizelos:

DICA 1 - O aeroporto possui um museu com exposição arqueológica no seu interior. Fica localizado no segundo andar (acima do andar de embarque), perto do McDonalds, e possui entrada franca.

DICA 2: No salão de restituição das bagagens existem mapas de Atenas grátis. Pegue um e comece a localizar os seus objetivos. 

DICA 3: Apesar de ter uma linha de metrô que acessa o aeroporto, o meio de transporte mais barato e prático é o ônibus. Essa informação eu vou detalhar melhor abaixo.

Para mais informações acesse o site do aeroporto aqui.


Chegada no Aeroporto Eleftherios Venizelos


COMO ECONOMIZAR NO TRANSPORTE?


Para chegar no centro da cidade onde se concentram os principais pontos turísticos de Atenas, como a sua famosa Acrópole, existem várias opções. A mais cara é sem dúvida o táxi que pode chegar a 80 euros.

METRÔ:  O metrô acessa o aeroporto através da linha 3 e sua estação se encontra próxima ao setor de estacionamento. A duração do trajeto de metrô até o centro de Atenas é de 45 minutos. O custo do bilhete é de 8 euros. Não esqueça que se deve validar o bilhete introduzindo nas máquinas antes de embarcar. Não jogue o bilhete fora pois pode haver conferência. A programação do metrô é, normalmente, das 5:30 às 24:00 h


Metrô de Atenas (clique para ampliar o mapa)



ÔNIBUS: Existem 4 linhas de ônibus que ligam o aeroporto para diferentes pontos da cidade. O ponto desses ônibus ficam exatamente após o portão de desembarque, para o lado direito. O custo do bilhete é de 5 euros, vendido num guichê ao lado do ponto de parada. Dica importante: Além de ser mais barato que o metrô, o ônibus do aeroporto funciona 24 horas.

Para quem pretende seguir para o centro de Atenas deve embarcar no X95 com destino final na Praça Syntagma, a grande praça central da cidade.  A duração do trajeto até o centro de Atenas é de 65 minutos. 


Painéis eletrônicos informam o horário de saída dos ônibus no salão de desembarque



As outras 3 opções de ônibus são: 
- Ônibus X93 para Kifissos (rodoviária); 
- Ônibus X96 para Piraeus (Porto de onde saem os ferries para as ilhas). O tempo de deslocamento é de 90 minutos;
- Ônibus X97 para Dafni (uma estação de metrô central).  

Ainda há cinco linhas de ônibus regionais que conectam o aeroporto para Rafina, Markopoulo, Lavrio, Kalyvia e Keratea.


Mapas da rede de transporte também estão disponíveis gratuitamente no aeroporto



TREM: Para quem não pretende permanecer em Atenas e sim viajar pelos trilhos após o pouso, o trem de subúrbio parte do aeroporto para a estação central de trens Larissa, o porto de Piraeus, Corinto e Kiato.

Para informações mais detalhadas sobre horários e os meios de transporte que conectam o aeroporto, um site bem completo é o Athens Airport Bus.


2 comentários :

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações