Inicio » » Ciência define o rosto típico das mulheres de 41 diferentes países

Ciência define o rosto típico das mulheres de 41 diferentes países

Imagens de centenas de mulheres foram utilizadas para criar uma média



 Seria possível definir um rosto padrão para um país? A ciência diz que sim. 

Com recursos informatizados e imagens de mulheres de diferentes nacionalidades e etnias, psicólogos da Universidade de Glasgow, na Inglaterra, chegaram à representação média dos rostos das mulheres de 41 países, inclusive as brasileiras (veja acima).  A ferramenta é uma versão moderna da técnica que o antropólogo Sir Francis Galton foi pioneiro no final do século 19, várias imagens foram cuidadosamente colocada sobre um outro usando uma tecnologia de computador.




Usando os olhos das mulheres como foco, se construiu a aparência média através da análise dos seus rostos. O método (chamado de Retrato Composto) foi usado pela primeira vez na década de 1880 por Sir Francis Galton. O cientista social e primo de Charles Darwin criou a primeira imagem da face média, sobrepondo vários retratos de indivíduos. A técnica tem sido utilizada especialmente no estudo da "atração", que estuda a percepção de beleza das pessoas.


No entanto, os resultados têm atraído alguma controvérsia. Muitos dizem que os resultados não refletem a realidade, especialmente porque os rostos "comuns" são todos bonitos. Outros concordam que isso faz sentido e que as mulheres são todas bonitas (até porque as médias descartam manchas). Aqueles por trás do projeto dizem que muitas das críticas são explicadas pelo processo.


O projeto foi inspirado no trabalho do fotógrafo Sul-Africano Mike Mike que criou um projeto web há vários anos, chamado The Face of Tomorrow. Ele compilou um conjunto de rostos de pessoas de várias cidades para um projeto final, enquanto estudava na Universidade de Goldsmith, em Londres.

 
Ele disse: "Sentado no metrô, fiquei intrigado com a grande diversidade do lugar - Somalis, indianos, americanos, zimbabueanos, escandinavos e uma centena de outras nacionalidades que disputam o seu lugar na metrópole. Eu pensei: Que lugar é esse, o que é um londrino? Achei que, se fosse possível juntar todas as pessoas em um lugar como Londres, veria o futuro desse lugar e teria alguma noção do que um londrino é ou será."  

Fonte: DailyMail
 
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações