VINCI


A terra natal do gênio misterioso




CHEGADA EM VINCI

Depois de 63 Km de distância a partir de Pisa, não é tão difícil encontrar essa pequena cidade no interior da Toscana. Cheguei em sua rua principal, aliás, não existem muitas ruas para se perder, e estacionei na Via Giovanni Pascoli, um pouco distante do Museo Leonardiano. Não existe a necessidade de estacionar tão longe pois existem vagas não cobradas perto do museu.

 Entre as montanhas da Toscana está a terra que Leonardo nasceu

Belas paisagens de coisas simples no interior da Toscana

Chegada na pequena cidade de Vinci


A CIDADE E O GÊNIO LEONARDO DA VINCI

Em 1452, nasceu no vilarejo de Anchiano (Vinci), Leonardo di Ser Piero da Vinci, que pode ser considerado o homem mais curioso do universo e que se aventurou como pintor, escultor, arquiteto, anatomista, engenheiro, botânico, zoólogo, geólogo, físico, poeta, músico, inventor, piadista, cozinheiro e cantor, deixando um legado de arte, de invenções a frente de seu tempo e de mistérios codificados em suas obras.

Leia sobre a figura de Leonardo Da Vinci na excelente reportagem da Superinteressante

Nos dias atuais, a cidade de Vinci continua tranquila, sem assédio de vendedores, sem multidões de turistas e com ruas ainda livres de cobrança para estacionamentos. A ausência de linhas de trem preservam o isolamento da cidade.

Vinci conserva o clima de cidade do interior, sem trânsito e sem local de estacionamento restrito

Mapa turístico de Vinci

No centro existe um pequeno núcleo de comércio junto à praça, uma escultura de cavalo no centro desta e só. Uma típica cidade de interior que o turismo de massas não descobriu. Seguindo pela Via Renato Fucini se chega rapidamente numa das únicas atrações da cidade: O Museu Leonardiano.

Praça central da cidade e a escultura de um cavalo


MUSEU LEONARDIANO

Logo que se encontra o minúsculo Museu Leonardiano se tem a impressão de “paguei para conhecer isso?”. Calma! Próximo deste museu está outro museu, esse sim bem mais complexo. Tudo faz parte da mesma administração, pois na verdade, o museu é dividido em 2 sedes: A Pallazina Uzielli (menor) e o Castello dei Conti Guidi (maior).

Entrada do complexo de museus "leonardianos"

O valor do ingresso do Museu Leonardiano é 7 euros, porém existe a possibilidade de comprar o combo (Museo Leonardiano + Casa Natal de Leonardo = 8 euros). Foi o que eu fiz, apesar de não ter muita vantagem por o ingresso só para a Casa é de 2 euros.

Pallazina Uzielli - O primeiro museu é bem pequeno, mas já dá uma idéia das invenções de Leonardo. Lá se encontra a bilheteria e uma livraria. Nesta pequena amostra, na sua maioria, é dedicada a tecnologia têxtil desenvolvida por leonardo, até mesmo uma máquina para enrolar a linha que foi projetada pelo gênio. Também estão expostos projetos de guindastes que foram utilizados nas construções antigas das grandes basílicas. As explicações estão disponíveis em vários idiomas (exceto Português) em alguns folhetos colocados próximos das máquinas.

 Leonardo da Vinci projetou diversas máquinas utilizando roldanas e engrenagens

Mais uma obra que demonstra o uso da física para erguer obras das grandes igrejas e templos

Muitas máquinas têxteis e para enrolar linha foram desenvolvidas por Leonardo 

Antiga pintura que mostra a construção da Igreja de Santa Maria de Fiore com um guindaste projetado por Leonardo

Do lado externo ao museu, uma pequena praça psicodélica chamada Piazza dei Guidi, feita pelo artista Mimmo Paladino, em homenagem à Leonardo Da Vinci. Nesta praça existe uma placa que direciona para a continuação do museu. Antes disso, passei pela pequena Igreja de Santa Croce, que fez fama por conter o Batistério de Leonardo, local em que ele foi batizado na infância.

Piazza dei Guidi em homenagem às invenções leonardianas

 Chiesa di Santa Croce

Interior da igreja que o pequeno Leonardo foi batizado

Local do batismo de Leonardo da Vinci

Castello dei Conti Guidi - Por último e o melhor, este castelo contém a segunda sede do Museu Leonardiano, é bem maior que o primeiro e muito mais interessante. Estão expostos cerca de 60 modelos de projetos de leonardo.

Entrada do Castello dei Conti Guidi

Logo no primeiro piso estão modelos de máquinas de uso militar (como o carro blindado), uso geral (ventiladores) e máquinas para o vôo (helicóptero e asa delta).

Réplicas de algumas das grandes invenções

No segundo piso estão máquinas de transporte (como a bicicleta), equipamentos de mergulho (roupas para mergulho, bóias e nadadeiras) e a sala de ótica, com o resultado de seus estudos de anatomia humana, principalmente nos efeitos da visão nas pinturas. A Sala de Ótica cria uma espécie de laboratório para o visitante testar com seus próprios olhos. O melhor exemplo é a réplica da pintura L’annunciazione (A Anunciação) que se encontra na Galleria degli Uffizi, em Florença, e que Da Vinci usou técnicas de perspectiva, que criam efeitos diferentes de profundidade dependendo da posição de quem observa a obra, algo revolucionário em sua época.


A bicicleta e outros veículos já existiam nas anotações do gênio

 Escafandro, boias... até nadadeiras. Tudo muito à frente do seu tempo

O cilindro ótico, dentre outros, foram objetos de estudo da visão por Leonardo. No exemplo, a imagem de Monalisa

Na sua pintura intitulada L’annunciazione, Leonardo criou vários efeitos visuais

Parece um quadro na parede...

... mas é apenas uma janela!!!


Na torre do castelo, além da sala de vídeo, está o terraço panorâmico que permite uma excelente visão dos campos e das montanhas da região.

Escadaria da torre do Castello dei Conti Guidi

 Antigo sino de bronze da torre

Um dos melhores mirantes de Vinci

 Os arredores de Vinci conservam a paisagem rural de séculos atrás

A sala de vídeo é decorada com figuras geométricas desenhadas por Leonardo em seus manuscritos

Funcionamento (todo dia):
De março a outubro: 09h30 à 19h
De novembro a fevereiro: 09h30 à 18h
Mais informações do Museu Leonardiano aqui.


CASA NATAL DE LEONARDO DA VINCI

Depois de conhecer o duplo Museu Leonardiano, meu próximo objetivo seria chegar na casa que Leonardo nasceu, distante apenas 3 Km do centro urbano de Vinci, pas precisamente da localidade da aldeia de Anchiano.

Para chegar lá, é só seguir a estrada a esquerda da saída do museu, no sentido oposto do centro da cidade. Como eu estava de carro, segui a estrada asfaltada até ver uma placa indicando à direita Strada Verde (Casa di Leonardo). Subi a rua na direção que a placa indicava e, já sem asfalto e com várias pedras no caminho, percebi que poderia ser o caminho errado. Cada vez mais a estrada ficava fechada pela vegetação, com pedregulhos e buracos de erosão. 

Quando vi duas meninas sentadas num gramado pelo caminho, resolvi parar e perguntar se o caminho levava à Casa de Leonardo. Elas afirmaram que sim, o que eu deveria ter desconfiado é do fato de serem duas gringas. Só falavam inglês! Provavelmente não eram dali. Depois de quase não conseguir subir umas ladeiras erodidas e passar por vegetações fechadas, cheguei de volta ao asfalto, já quase na Casa. Foi aí que eu entendi que essa tal Strada Verde é uma estrada antiga e histórica, mas preservada para se passar com bike ou a pé. Para carros o normal é seguir a estrada asfaltada mesmo.


Depois da aventura tensa de desbravar a estreita via, cheguei na Casa Natal. Existe um estacionamento quase em frente, de graça. Na casa também estão os banheiros.

O lugar é tão isolado que parece que voltamos no tempo

A casa é até grande, mas não possui muito o que ver em seu interior. Tem ainda uma sala de vídeo com explicações sobre a vida artística de Da Vinci. A vista do lado externo é bem mais válida. A paisagem ao redor não mudou muito desde o tempo que Leonardo viveu naquela região. Estar ali é como voltar no tempo da Toscana pré Renascença.

Pracinha em formato de círculo em frente à casa

A placa informa que Leonardo da Vinci nasceu naquela casa

Se as paredes falassem, quantas histórias contariam

No interior da casa só há esta estátua, alguns livros e uma sala exibindo um vídeo explicativo

 Outros cômodos, mas todos vazios

 Acho que crescer neste ambiente de natureza pura fez bem à cabeça daquele menino

Ingresso por 2 euros. Se comprar o Bilhete “Casa + Museu Leonardiano” sai por 8 euros.
Funcionamento (todo dia):
De março a outubro: 10h à 19h
De novembro a fevereiro: 10h à 17h
Mais informações da Casa Natal de Leonardo aqui.


PARTIDA PARA PISTOIA

Missão cumprida nesta isolada região. Agora eu teria que percorrer mais 25 Km até a cidade de Pistóia, no caminho de retorno para Florença. Apesar da quilometragem curta, o trajeto seria demorado através das várias curvas das montanhas desta região toscana. Em Pistóia, meu destino seria o Monumento Votivo Militar Brasileiro, uma parte da história brasileira na Itália que poucos brasileiros conhecem.

Leia a continuação em: Pistoia


GASTOS (abril 2014)

Ingresso para Museu Leonardiano + Casa de leonardo – 8 euros


LINKS ÚTEIS

Museu Leonardiano - http://www.museoleonardiano.it/



MEU ROTEIRO

Anterior: PISA

Roteiro completo: MISSÃO ITÁLIA

Próximo: PISTÓIA

Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Leia Também

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações